quinta-feira, 21 de maio de 2009

CINEMA: O Rei da Califórnia

quarta-feira, 20 de maio de 2009



Não poderia deixar de comentar a grande novidade actual do nosso concelho, a Sesimbra TV, claro estás!


Felicito a ideia! A nossa terra passa a ter uma porta aberta ao mundo, podemos estar a trabalhar no outro lado do planeta e assistirmos aos acontecimentos locais da nossa terrinha, manter-nos informados e matar saudades, com os olhinhos a brilhar de emoção, porque este pessoal está bem informado e sabe tudo o que se passa por estas bandas.


Lamento, agora é a parte negativa, a forma amadora, artesanal e inexperiente com que este projecto está a ser dirigido, afinal é a imagem de Sesimbra, e das três freguesias constituintes.


Uma ideia muito mal concebida e concretizada!


Desde os pormenores da parte estética, as cores, que nada tem a ver com Sesimbra, o sol, o azul do mar, o verde da montanha, que poderiam ter sido tão bem explorados… até aos jovens, tão explicitamente verdinhos na área, que dão a cara pelo canal, afinal isto não é um trabalho de 12.ºano.


Enfim, espero que sofra algumas actualizações e aperfeiçoamentos, senão penso que terá um impacto contrário ao objectivo proposto, em vez de vender o produto, fica tudo na prateleira.

sexta-feira, 15 de maio de 2009

Para quando um FORÚM CULTURAL em Alfarim?


Gostava sinceramente que houvesse um espaço na nossa terra, onde nos juntássemos para conversar, debater ideias e acima de tudo convivermos. Um espaço de bom gosto e actual, onde os jovens da terra pudessem expor os seus talentos nas mais variadas áreas, e crescerem incentivados e apoiados pela própria comunidade local.

Não sei se o novo espaço existente será a solução! Felicito a retirada da areia e o estacionamento, mas onde é que está a sombrinha, tão agradável de disfrutar nas tardes de Verão, o verde, as plantas, as flores…

Colocaram ameixeiras roxas “Prunus Cerasifera”, árvores de crescimento rápido e beleza inquestionável, mas será suficiente?

Acho que já merecíamos uma Oficina de Cultura, onde pudesse haver um intercâmbio de actividades culturais desenvolvidas pelos jovens da nossa terra.

segunda-feira, 11 de maio de 2009

Procissão das Velas em Alfarim


Este ano mais uma vez realizou-se a Procissão das Velas da nossa Santa Terrinha…
Talvez fosse da chuva, da pouca divulgação, este ano foram poucos os que acompanharam Nossa Senhora pelas Ruas de Alfarim.

Quem foi aproveitou para durante aqueles minutos de percurso meditar e reflectir.

È Primavera e dos muros transbordam as buganvílias de todas a s cores, que fizeram com que a moldura da passeata fosse mais agradável.

Apesar do vento frio, o calor das velas manteve-nos quentes, nas mãos e no coração, foi muito reconfortante.

Casamentos


Casamentos….

Já fui a casamentos de todo o género e feitio, de classe média, classe alta, ele há de tudo… mas a essência é toda a mesma.

Mudam as caras, as quintas, as ementas, mas em comum tem as horas infinitas de espera… na igreja, as fotos, a comida… enfim um dia infernal e muito cansativo!

Se consideram o casamento uma data tão importante, porque não simplificá-la para aproveitar e gozar o dia da melhor forma possível?
Será que não haverá outro método de organizar esta suposta “festa”?

Ainda não me casei, e secretamente guardo esse desejo bem escondido.
Mas tenho a certeza que um dia quando o fizer, não será com toda a certeza o clássico casamento de horas e horas de espera.

Já me aí esquecendo da quase obrigatoriedade da roupa nova, como se alguém fosse reparar que usámos a mesma roupa em festas diferentes, pois deve haver quem repare, ou seja, quem não tem nada para fazer para além de comentar assuntos fúteis.

As Senhoras em troca da esbelta elegância ali aguentam um dia inteiro com aqueles sapatos penosos e os homens a mesma coisa.

Os noivos estão muitos bonitos mas os entre os convidados, os gajos querem é ver as amigas da noiva todas descascadas e elas quem sabe encontrar o príncipe encantado entre os amigos do noivo e apanhar o bouquet.

Ficamos nostálgicos mas lá no fundo estamos todos a pensar no mesmo, tanta coisa para acabarem com o desfecho inevitável de todos os casamentos… o DIVÓRCIO.

Não pensem que não acredito no casamento, nada disso, acredito no amor, e estou eternamente in love, hoje em dia quem está mal põe-se bem, ninguém faz um sacrifício, está na moda ser separado.

Outras épocas, outras gerações, os tempos mudam… até o tradicional Casamento… mas o pessoal continua a querer casar, nem que seja só pela festa, hi, hi, hi…