terça-feira, 18 de maio de 2010

Dia da Espiga - Quinta Feira da Asssunção 13 de Maio

A Quinta-feira da Assunção ou Ascenção. celebra-se com um passeio matinal pelos campos, em que se colhe um ramo chamado Espiga composto por uma espiga de cevada, malmequeres, papoilas, alecrim, um raminho de oliveira e uma tranquinha de videira. Também se costuma guardar um” papo seco” de um ano para o outro para colocar sobre o nó que ata o raminho, para que nunca falte o pão. Depois o ramo coloca-se atrás da porta para abençoar a casa, e só se tira no proximo ano.
De acordo com a tradição o ramo deve ser colocado por detrás da porta de entrada e só deve ser substituído por um novo no dia da espiga do ano seguinte.
O dia da espiga é também o "dia da hora" e é considerado "o dia mais santo do ano", um dia em que supostamente não se devia trabalhar.
Era chamado o dia da hora porque havia uma hora, ao meio-dia, em que em que tudo parava, "as águas dos ribeiros não correm, o leite não coalha, o pão não leveda, as folhas não se cruzam, nem o passarinho vai ao ninho ".
Cada planta tem um simbolismo:
Espiga - pão;
Malmequer – ouro e prata;
Papoila – amor e vida;
Oliveira – azeite e paz;
Videira – vinho e alegria;
Alecrim – saúde e força.

0 comentários: