segunda-feira, 14 de junho de 2010

Quem fala assim não é gago

Mohamar Kadhafi, Presidente da Líbia, classificou a Federação Internacional de Futebol de "máfia mundial" e de "organização corrompida", ao mesmo tempo que reivindicou o direito dos denominados "pequenos países" em organizar, no futuro, um campeonato do mundo de futebol.
"Declaramos daqui a nossa condenação a esta máfia mundial e desta organização corrompida",
"A política corrupta seguida por esta organização corrompida deve ser combatida e nós vamos combatê-la regularmente", prometeu.
Censurou a FIFA por entender que o organismo procede ao "tráfico de seres humanos", por "fazer renascer a escravatura" e por "comprar jogadores de países pobres para os colocar em campos [centros de formação] nos países ricos e depois vendê-los", acusou.
O líder líbio, admirador confesso do futebol, mantém o lado contestário e gostava de ver a Líbia a organizar um Mundial.
Este Senhor foi o mesmo que declarou ilegais as bebidas alcoólicas e os jogos de azar, exigiu e obteve a retirada americana e inglesa de bases militares, expulsou as comunidades judaicas e aumentou decididamente a participação das mulheres na sociedade, instalou ainda o socialismo árabe.
O pior mesmo são as acusações de violações de direitos humanos.

0 comentários: