sexta-feira, 20 de agosto de 2010

Bonnie e Clyde

Warren Beatty e Faye Dunaway no filme de 1967 "Bonnie e Clyde uma rajada de balas"

Bonnie Parker e Clyde Barrow, iniciaram por volta de 1930, uma vida vertiginosa de foras da lei.
Assaltaram bancos, assassinaram e para além do temor que lançaram por todo os EUA durante 1930, viveram uma das mais emblemática e míticas histórias de amor.
Bonnie nasceu numa família pobre e foi uma excelente e talentosa aluna, Clyde, também de famílias muito humildes, desde cedo se dedicou a actividades ilicitas, que o levaram ao cumprimento de várias penas de prisão ainda novo. O seu objectivo na vida, não era ficar famoso e rico, mas sim vingar-se do sistema prisional americano, pelos abusos que sofreu na prisão, chegou mesmo a confessar sentir-se culpado pelos assassínios que cometeu.
Assim que se conheceram apaixonaram-se imediatamente.
Bonnie largou tudo para seguir o Clyde e dali para a frente ela foi a sua mais leal companheira.
Juntos, com a ajuda de outros bandidos e do irmão de Clyde, os dois formaram uma quadrilha que aterrorizou por quase quatro anos o centro dos Estados Unidos, assassinaram civis e policiais, assaltaram bancos, lojas e postos de gasolina.
Depois de uma verdadeira “caça ao homem”, foram mortos numa emboscada
numa estrada deserta no Estado do Louisiana.
Foram mitificados pela imprensa americana na altura, e foram imortalizados até aos nosso dias pela sua vida breve, aventureira, apaixonada e errante.

Clyde Barrow and Bonnie Parker

1 comentários:

Mystical Woman disse...

Mais um caso onde se aplica o ditado: o amor é cego!!! Já não há amores como este!!!