quarta-feira, 7 de setembro de 2011

Troca de olhares

Haverá sempre um momento na vida em que algo me fará lembrar de ti. Uma música, um filme, um cheiro, um objecto, ou uma simples gargalhada espontânea.
Mesmo o destino não tendo remado na mesma direcção as nossas vidas… ouve um tempo, uma altura, uma hora, um lugar em que o nosso percurso se cruzou.
De forma intensa, instintiva e livre… marcante.
Hoje estranhos e desconhecidos, passamos um pelo outro, cidadãos anónimos pelas ruas, e trocamos um olhar cúmplice, indecifrável para os outros, e perfeitamente límpido e transparente para nós.
Cada um segue o seu caminho... a vida traiçoeira, prega-nos estas partidas, colocando-nos de vez em quando no caminho um do outro. A coragem, a falta dela, o medo do futuro, não nos permite nada mais… apenas a segura troca de olhares… que de certeza nunca trará nenhuma tempestade ao percurso sereno das águas calmas que são agora as nossas vidas.

0 comentários: