quarta-feira, 22 de abril de 2009

Crónica do Carnaval 2009

Pois é mais um Carnaval, de ano para ano, cada vez mais empobrecido.
O Carnaval de alguns anos atrás já não existe, o bailinho, a música, está tudo a mudar.
A crise também se sentiu. Apesar dos tradicionais e assíduos grupos, a confecção dos fatos era quase toda com a prata da casa, mas claro com o bom gosto, originalidade e excentricidade característicos, afinal o pessoal da terra gosta do Carnaval e os Pexitos deleitam-se completamente.
Em Sesimbra, não faltou a tradicional porrada com os da terra e os de fora, o congestionamento infernal para estacionar e para sair de Sesimbra no Domingo e na Terça… as únicas lembranças do nosso antigo Carnaval de Sesimbra, de lamentar serem apenas os aspectos mais negativos.
Os responsáveis pelo nosso Município, mais uma vez este ano quiseram inovar e os resultados podem não ter sido os mais desejados… desde a intervenção excessiva e brutal da Policia, como a obrigatoriedade de fecho estabelecimentos comerciais (apesar de devidamente legislado), era Carnaval, folia, … enfim uma grande confusão…
O Bailarico na Rua era estranho, uma mistura de músicas actuais, onde não se andava nem para a frente, nem para trás, não se ouviu, nem a “…cabeleira do zézé”, nem “… se a canoa não virar”…
Que saudades do “Baile das Caixas” e do “Ginásio”, isso sim é que era dançar até nascer o dia…
A droga, essa, continuava a circular livremente nas Ruas aos olhos de quem passava… acessível e em abundância, e perceptível pelo cheiro.
As Donzelas, em grupos, bailando e cantado, com a simpatia habitual, já com as estrelinhas do álcool a cintilar, lol
No campo as nossas tradicionais Cavalhadas e Cegadas, com o rigor e criatividade habituais.
Pena a falta de espectadores mais jovens, temos de fazer uma maior divulgação e propaganda destes eventos, inclusive para o exterior.

0 comentários: