quarta-feira, 29 de abril de 2009

A nossa terra e o povo



Faça sol ou faça chuva, Alfarim e Aldeia do Meco, continuam a ser as Aldeias mais estimulantes do concelho de Sesimbra.
As Aldeias mais bonitas, mais históricas, mais sofisticadas, mais exóticas, mais limpas, das mais antigas, têm esplendor e um cheiro embriagante a terra e a mar.
Nem sei bem o que tem esta terra, mas eu gosto e ninguém poderá colocar em questão a beleza singular deste povo…
Um povo são e ordeiro, humilde, hospitaleiro, alegre, generoso, que conversa e tem uma curiosidade inesquecível num genuíno interesse pelo exterior.
É a Independência, a Gastronomia, as tradicionais Cabalhadas, até a polémica época Natalicia…hi, hi, hi…
Se queremos apreciar todos os sabores desta terra basta perdermo-nos nos vários espaços dedicados à restauração, não vou mencionar nenhum para não cometer nenhuma injustiça.
Temos um estilo muito próprio, com tendências no naturalismo, aqui, tudo é demasiado integro. O povo num gesto nobre é solidário e preocupado.
Temos uma paleta vistosa... multicor na Primavera, papoilas, malmequeres, urze, alecrim, e moitas, no Verão o extenso verde intenso dos pinheiros deslizando até à pureza do azul do mar, com o vasto areal e o azul índigo do Céu, a poesia dos amarelos do Outono e os verdes das hortas radiantes no Inverno.
Apesar da rigorosa educação em que cresci... sinto que sempre segui as minhas intuições, ou será, origens!? Por isso me identifico com estas gentes.
Temos um passado que se perdeu na memória e no tempo.
Actualmente somos um destino turístico por excelência e também de habitação, quer pelas marcas rurais, quer pelo património cultural, ambiental e paisagístico.
É uma região encantadora com cenários únicos, paisagens selvagens, uma zona dinâmica, cultural, desportiva e associativa.

0 comentários: